domingo, 7 de fevereiro de 2016

Como organizar os estudos

Pronto! Você piscou e suas férias acabaram, o descanso acabou, a volta as aulas já está batendo na porta para te tirar da cama, e então se lembra que não colocou as séries em dia, não leu tudo o que pretendia, mas prometeu ser mais organizada esse ano. 
Eu não sei vocês, mas comigo é sempre assim... O  ano começa, e vem aquela empolgação, vontade de querer tudo ao mesmo tempo! Não sei, talvez seja um desejo de que o ano valha a pena. Mas eu costumava ser BEM desorganizada, do tipo que protelava até onde dava, e essa coisa de fazer tudo ficava só na vontade mesmo. 
Tendo em vista o quanto isso me prejudicou, passei a me preocupar mais com organização, e hoje em dia isso não fica só na vontade ou na lista de metas de ano novo.

Então aqui vão algumas dicas de como organizar os seus estudos:

- Organize seu cantinho de estudosSeja no seu escritório, quarto, sala, ou cozinha, deixe seu local de estudos organizado, dê uma limpadinha antes de começar, porque é este local que vai te acolher num momento que pode estar sendo desgastante e você precisa de foco, coisa que é difícil ter quando você olha ao redor e está tudo sujo ou bagunçado. Não tenho paz para estudar em casa, e agora? Caso você não consiga estudar em casa por falta de tempo, barulho ou qualquer outro motivo, pode ir até uma biblioteca, parque, centro de estudo, qualquer lugar que tenha paz. É claro que nem sempre dá para sair de casa. Sendo assim você pode fazer isso em dias que pretende fazer uma revisão, por exemplo. Pode também chegar mais cedo na faculdade se possível, ou até mesmo ir num sábado;

- Revisão: Durante a aula, em frente aos slides ou lousa cheia de conteúdo, você acredita estar entendendo tudo. Mas e quando está só você e seu caderno, como fica? A revisão é super importante! Assim, você pode confirmar se entendeu, e mesmo que tenha entendido, é bom reafirmar a informação, porque com tanta matéria podemos acabar esquecendo, então separe um dia da sua semana para fazer uma revisão;

- Anotar dúvidas: As vezes durante a aula você só concorda com tudo, e ao fazer uma atividade qualquer vê que não entendeu algo muito bem. Por isso é importante sempre anotar suas duvidas, seja durante a aula, ou ao chegar em casa. Pode pesquisar na internet e depois conversar com seu professor sobre isso;

- Resumos:  Quando precisamos estudar para uma prova, fazer uma atividade ou exercício, as vezes é TANTO conteúdo que ficamos cansados só de olhar. Por isso quando estiver fazendo sua revisão, é muito bacana fazer pequenos resumos. A informação vai estar mais fresca e será mais fácil. Assim, quando precisar já vai ter algo mais mastigado e ganhará tempo;

- Cronograma de estudos: Isso com certeza, quem está na época de vestibular está cansado de ler ou ouvir, um cronograma de estudos é ajuda a manter o foco, principalmente para os que estão se preparando para o vestibular sozinhos e não sabem por onde começar. Com ele você irá definir, como, quando e o que irá estudar, separando por horários, dias e assuntos, você vai adapta-ló de acordo com a sua rotina e necessidade, por exemplo, tenho mais dificuldade em matemática então vou estudar 2 horas por dia, já biologia tenho menos, então vou estudar 1h por dia; 

- Formule perguntas: Uma dica bem legal na hora de estudar para uma prova é, depois de ler e escrever sobre o conteúdo, formular várias perguntas sobre o mesmo, e responde-las de forma correta, depois pedir para alguém te perguntar e você responder sem que você as veja, para ir treinando e ver se tem tudo na ponta da língua;

- Não protele!: A gente sempre acha que tem um jeitinho pra tudo, mas  ideal é começar o quanto antes, um trabalho por exemplo, seja ele pequeno ou grande, porque depois são tantas coisas pra fazer, provas para estudar fora sua vida pessoal, que você entra em crise, pelo menos eu entro, se você não em ensina como faz kk, mas o lado bom de começar cedo, principalmente tarefas grandes é poder dividi-las, assim irá terminar sem sentir tanto o peso delas;  

- Planilhas: Fazer uma planilha de estudos facilita muito a vida, acreditem se quiser, eu sou um pouco perdida com agendas de data, por exemplo, tem um trabalho para entregar na data X então escrevo isso na data X, depois os dias vão passando e esqueço que tem algo anotado lá. Com a planilha você vai ter tudo anotado numa folha só e sabe se que tem algo é só ir direto lá! Você pode fazer isso de forma semestral, anotando as datas dos trabalhos, provas e, atividades. Ou de forma semanal, anotando os assuntos que precisa estudar, atividades e eventos da semana, como palestras, e etc;

- Lembretes: Acho super válido anotar coisas que precisa fazer, até por exemplo tirar xerox ou imprimir algo. Eu sou fã de Postit, mas você também pode usar uma listinha, por exemplo lista da semana;

- Passar a matéria a limpo em casa: Sempre fui do tipo caprichosa, ou pelo menos no primeiro mês de aula, mas confesso que na faculdade é tanta matéria, que cada letra parece ser mega importante! Junto a isso, dependendo da aula também são tantos materiais e livros que o peso da mochila é um desgaste. Sendo assim, levar apenas um caderno e escrever a lápis é uma boa opção, posso escrever rápido e não me preocupar com os erros, fazer desenhos ou rabiscos, que me ajudem a compreender a matéria. Chegando em casa, eu passo a limpo para um outro caderno, com mais tempo e capricho, faço isso olhando os slides da aula e eu se lembrar de algo além posso anotar como um lembrete, então acaba sendo uma revisão, posso pesquisar coisas que não entendi, anotar dúvidas, e etc;

- Matéria atrasada: Não deixe a matéria atrasar, eu sei que dizer isso parece óbvio, mas tem sempre aquele resumo que esquecemos de anotar, aquele exercício que protelamos e no final pegamos de alguém quando chegamos na sala, ou aquela matéria que falta por em ordem. Isso é bem prejudicial, quanto mais matéria for acumulando, menos você vai entender da aula, e ai quando vê está totalmente perdido, então se foi pedido, faça e entregue o quanto antes;

- Anote o que foi feito: Em meio a tantas coisas, as vezes nos sentimos perdidos, então é sempre bom ter uma listinha com tudo o que foi feito e entregue, fora que da aquela sensação de produtividade;

- Aplicativos para se organizar: Uma coisa que sempre temos em mãos é o celular, certo? Então nada melhor que usá-lo da melhor forma possível, aqui no blog eu tenho um post com dicas de aplicativos para se organizar, e o legal é que você vai receber os lembretes no seu celular te avisando das tarefas para você não perder nenhum prazo ou não deixar nada em cima da hora. 

- Pastas: Se tem algo que da desespero é precisar de uma coisa e não ter noção de onde colocou, seja um documento, ou até mesmo uma prova, ou atividade. É muito importante guardar até mesmo as que já foram entregues, assim você pode revisar, tirar dúvidas e até mesmo fazer uma comparação. E claro, as que precisam ser entregues, então é ótimo sempre deixar na pasta, assim não tem erro! Principalmente as que tem várias divisórias, assim pode separar por matéria, deixar seus trabalhos prontos e levá-los organizadinhos para a faculdade ou escola; 

- Economize espaço: Nós mulheres, principalmente, amamos sair de casa levando metade dela, acreditamos que isso é ser precavida, e muitas vezes é! Mas economize espaço ao máximo, leve apenas o necessário, nunca esqueça de levar uma blusinha de frio, guarda-chuva, organize sua necessaire e leve uma bem pequena com o necessário. Ah lê, mas eu nunca sei se vou precisar disso ou daquilo, por que não levar tudo? Nunca se sabe quando vai precisar pegar um livro na biblioteca, ou trazer algum material do curso, e ai você vai voltar pra casa morrendo, isso se tiver espaço na mochila pra tanta coisa;  

- Gravar a aula: Quando digo isso, me refiro a fazer uma gravação de voz da explicação, assim você pode escutar quando for estudar, caso queira gravar em vídeo é necessário pedir a autorização do professor e as vezes até da escola ou faculdade; 

- Grave sua voz: Algo que faço sempre que tenho uma prova ou apresentação, é após ler o conteúdo escrever uma explicação dele para mim mesma da forma mais compreensível possível, ou escrever da forma como quero apresentar, depois ler em voz alta enquanto gravo e ir ouvindo ao longo do dia, até mesmo no percurso até a faculdade, ou trabalho.

Além de tudo isso, também é importante esquecer as redes sociais enquanto estuda e ter tempo para se focar em VOCÊ e em sua vida pessoal, assim pode ser produtivo sem deixar de respirar. Mas e ai, tem alguma dica especial? Compartilhe aqui embaixo, vou adorar saber!


domingo, 31 de janeiro de 2016

Como colocar box de curtir do Facebook (New Like Box)


É sempre bom vincular todas as nossas redes sociais ao blog, e o Facebook é a mais acessada atualmente, por isso, é sempre bacana ter uma página e divulgar o seu conteúdo por lá também, e assim atrair mais público. Quer aprender a colocar uma caixa de curtir como esta em seu blog? Então siga passo a passo este tutorial:

- Passo  1: Entre na página do Facebook  para desenvolvedores: Facebook Developers;
Passo 1
- Passo  2: No campo Facebook Page URL, apague o endereço do Facebook e cole o endereço da sua fanpage;
Passo 2

Passo  3: No campo Tabs, caso você tenha  alguma aba, ou melhor uma nova guia dentro da sua página, pode adicioná-la colocando o nome da mesma, caso tenha mais de uma é só ir colocando os nomes separando-os por vírgula; Caso você não tenha é só não alterar nada nessa parte e deixar escrito timeline;
Passo 3

Passo  4: No campo Width, você faz o ajuste da largura que deseja para a sua caixa. Eu não quis fazer nenhuma alteração;
Passo 4

- Passo  5: No campo Height, é feito o ajuste da altura de sua caixa. Tanto a largura, quanto a altura você escolhe de forma proporcional  ao lugar onde deseja colocar em seu blog, seja na barra lateral ou em baixo;
Passo 5

Passo  6: Caixinhas para marcar ou desmarcar:
Use Small Header:  Marque caso queira adicionar um pequeno cabeçalho;
Hide Cover Photo:  Marque caso queira esconder a foto de capa
Show  friends' faces : Marque, caso queira que mostre as fotos de quem curtiu sua página;
Adapt to plugin container width: Marque para ajustar a largura da caixa ao seu blog.
Passo 6             
- Passo  7: Clique em Get Code e selecione a segunda opção e copie;
Passo 7
- Passo 8: Vá para o painel de controle do seu blog clique em Layout e Adicione um Gadged;
Passo 8
- Passo 9: Escolha a opção adicionar HTML/JavaScript e cole o código que foi copiado no passo 7 lá. Não se esqueça de dar um título convidando as pessoas a curtirem sua página e clique em Salvar;

- Passo 10: Por fim, Arraste o seu Gadgat para o locar em que deseja que o box de curtir fique posicionado.

segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Como se organizar para cumprir as metas de ano novo?

O que é mais a cara de Ano Novo que as metas de ano novo, os objetivos para esse ano que acabou de chegar?

Quando comecei as minhas não tinha muita noção do que escrever muito menos de como me organizar, mas como eu sou uma adoradora de listas, não poderia deixar a oportunidade escapar.
Ao longo dos anos, fui me organizando melhor tanto para criar quanto para cumprir as metas. Então aqui vão algumas dicas para você, que também é um adorador de listas.   

Criar metas semanais: Quando falamos de metas de ano novo pensamos em algo mais completo e até a longo prazo sendo assim, muitas vezes acabamos protelando as coisas, por isso, seria interessante criar metas semanais, mais curtas e diretas, deixando-as num lugar visível para que sejam lembradas e então feitas;

Lembretes: Os lembretes são tão importantes quanto as metas semanais, com a correria do dia a dia, deixamos passar muita coisa, por isso é bom uma ajudinha para se lembrar das tarefas de alguma forma, seja com Postit, anotações em folhas de calendário, lembretes no celular ou aplicativos. Aqui no blog tem um post com dicas de aplicativos para se organizar;

Ser realista: Esse é um momento seu, no qual você reflete sobre a sua vida, seus desejos, seu futuro. Mas para que tudo de certo também é importante ser realista, de acordo com as suas condições, planejar metas que terão um espaço verdadeiro na sua rotina;

Tópicos: Ao criar os tópicos tente dividi-los da melhor forma possível, assim fica mais fácil de se organizar, por exemplo: Saúde, Família, Horários, Finanças, Tarefas, Sonhos, Blog, e assim por diante de acordo com as suas necessidades;

Planilhas: Certas coisas exigem um planejamento mais dedicado, como por exemplo, finanças e estudos. Para isso, crie planilhas de planejamento. Para os estudos na faculdade, é possível fazer isso de forma semestral, com os trabalhos e as datas das provas, ou semanal, com os assuntos que precisa estudar e atividades. Quanto as finanças você pode fazer uma planilha mensal e com isso verificar a variação dos gastos;

Prioridades: Uma coisa muito bacana é você colocar uma prioridade em suas metas, e pode usar as cores para isso, por exemplo, o que está em vermelho é mais importante;

Reler as metas anuais: É importante reler suas metas durante o ano, pois suas prioridades e necessidades podem mudar, sendo assim é bom refletir sobre porquê aquilo era importante para você quando foi anotado. E então se dedicar mais para alcançar a meta;

Estímulos: É muito bacana ver que algo foi feito e ter a sensação de dever cumprido, por isso não deixe de anotar o que já foi feito, seja riscando a frase ou colocando algum símbolo, como: .

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Aplicativos para editar fotos


Eu sempre adorei tirar fotos, sejam elas uma selfie ou não. Antes de conhecer as maravilhas de um smartfone, eu costumava editar minhas fotos pelo PhotoScape; Muitas delas são tiradas pelo celular, então é mais simples editar e compartilhar por ele mesmo, além do que quase sempre temos um celular em mãos, mas nem sempre temos um computador disponível.
Eu já havia comentado o quanto adoro testar aplicativos, por isso separei alguns diferentes e não tão populares, mas com funções diversas e bem completos para indicar, e estes são eles:

YouCam Makeup: Esse é com certeza, o meu aplicativo favorito, nem sempre a câmera capta a maquiagem muito bem, então esse aplicativo pode realçar a maquiagem que você já fez ou então maquiar a foto do zero.

* Funções: É possível fazer maquiagem natural ou fantasia, além dos visuais que já vem prontos. Na maquiagem natural você pode afinar o nariz, passar base de diferentes tonalidades, afinar o rosto e contorná-lo, passar blush, remover manchas de acne, remover brilho e suavizar a pele.

Alongar os cílios de diferentes formas, deixa-lós coloridos, passar sombra, delineador, alterar o formato e cor da sobrancelhas, passar batom escolhendo texturas diferentes como, por exemplo, com ou sem brilho e clarear os dentes.  
Além disso, também é possível alterar a cor do cabelo, brilho e formato. 

Editadas pelo YouCam Makeup.
Fotor: Para quem gosta de efeitos, este aplicativo é um dos mais completos na minha opinião. Ele tem inúmeros! Uma coisa bacana é que além de usá-lo no celular, você também pode acessar pelo site, onde você encontra muitas outras opções, podendo até maquiar a foto ou fazer delas cartões de comemorações, como em aniversários, por exemplo.



* Funções: O aplicativo possui realce automático em diferentes intensidades, efeitos de iluminação, como por exemplo, luz de fundo, por do sol, retrato, ajuste de contraste, saturação, nitidez, sombra, cortar, realce, tonalidade, curva da cor. Mais de 50 efeitos (filtros), que vão desde os mais naturais até os mais coloridos. 
Outras funções interessantes são: Foco, onde é possível escolher o formato e a densidade; Texto, escolhendo fonte, cor, tamanho, alinhamento e sombra; Adesivo, como frases e desenhos, além de molduras e vinhetas.  


Atualmente, o aplicativo disponibiliza missões, nas quais você posta uma foto com um determinado tema e pode ganhar dinheiro com a exposição delas.  

Fotos editadas pelo Fotor.

BeautyPuls: Este é um dos aplicativos mais completos que já testei. Ele promete te deixar com cara de boneca, tirar olheiras, espinhas, editar selfies tiradas na hora automaticamente além das fotos e vídeos da galeria. Ele é bem simples de usar mas caso surja alguma dúvida o manual de instruções está no aplicativo;



* Funções: O aplicativo possui retoque automático, fazendo ajuste na iluminação e brilho da foto. Você pode escolher entre três níveis deixando de acordo com a necessidade da foto ou optar pelo ajuste manual no ícone Skin;12 opções de filtros, nos quais também é possível fazer ajuste de moderação; No ícone Taller, você faz o ajuste da sua altura podendo ganhar aqueles centímetros à mais que você sempre quis; Em Slimming, você pode modelar seu corpo aumentando partes dele ou afinando, diminuindo a cintura, por exemplo. É possível remover acne, manchas pretas como olheiras ou axila escurecida clicando em Dark-Circle. Também é possível deixar os olhos maiores e mais brilhantes.

Fotos editadas pelo BeautyPlus.


FilterGrid: Para quem gosta de efeitos diferentes e com cores, este aplicativo é uma ótima opção! Com ele você pode deixar sua foto bem colorida e até com alguns formatos diferentes. 

* FunçõesTem mais de 44 tipos de modelos prontos, mas você também pode criar outros, fazendo alteração das cores, filtros, iluminação e textura e alterar a densidade das mesmas. Também é possível cortar as fotos e usar os filtros disponíveis sem misturar as cores. 
Foto editada com FilterGrid.

 Lidow: Este aplicativo é bem simples de usar e tem funções ótimas, podendo deixar sua foto divertida ou mais natural.

*Funções: Umas da minhas funções favoritas nesse aplicativo são as luzes que deixam sua foto diferente e com um algo à mais. Além disso você pode ajustar o foco, escolher entre inúmeras opções de filtros, espelhar a foto, adicionar textos, sobrepor fotos, cortar e fazer ajustes na cor e iluminação da imagem.

Fotos Editadas pelo Lidow


  FilterEditor: Este aplicativo possui diferentes tipos de filtros e texturas. Ele é básico, porém quando se quer iluminar uma foto ele é um dos que proporcionam um efeito mais natural.


* Funções: Possui mais de 44 efeitos, sendo possível ajustar a densidade de qualquer efeito escolhido, cortar a foto e misturar os efeitos.

Fotos editadas pelo FilterEditor

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Pressa para a faculdade?


A quem diga que a famosa pergunta "E as namoradinhas (os)" seja perturbadora, mas acredito que quando começam a perguntar "E a faculdade?" seja ainda mais.

Passamos a infância inteira almejando a fase adulta, esquecemos que com ela, vem inúmeras responsabilidades, e logo no começo dela nos deparamos com o que parece uma das escolhas mais importantes de nossas vidas, pois é a partir daí que vamos dar início a uma carreira, podendo conquistar a nossa independência.


Quando somos adolescente, muitas vezes queremos que tudo seja imediato, queremos ter certeza de tudo, tudo pra ontem. Todos os acontecimentos, as respostas, todas as certezas. Somado a isso ainda vem toda aquela pressão. De um lado seus amigos, muitos deles iniciando essa nova fase, alguns parecem certos de suas escolhas, outros só deixando a maré levar. Do outro lado seus familiares, todos dizendo o quão importante é esse ciclo e te cobrando uma decisão.

E em meio a tudo isso você se pergunta se é errado não querer isso agora, ou não ter certeza se realmente quer. Então... o que fazer?


Não, não tem nada de errado nisso! 

Eu sempre tive a ideia de que a faculdade deveria ser um lugar para o qual eu fosse por prazer, matérias das quais eu fosse gostar (não todas claro), livros que eu realmente quisesse ler... Enfim, um conteúdo que iria gostar de aprender e ter interesse, tendo em vista que sairia dali para um trabalho.

Inúmeras pessoas começam sem a menor ideia do que querem fazer, algumas dão sorte, e gostam do curso que escolheram em primeira mão, já outros... Alunos que não queriam fazer aquele curso, alunos que não se dedicam, que não querem trabalhar na área, e etc... Ou seja, um futuro profissional mal qualificado.  E a ideia é se qualificar.

E para isso, existem outras possibilidades, como cursos técnicos, profissionalizantes, cursos rápidos
e etc, o bom desses cursos é que muitas vezes eles podem te dar uma ideia do que você quer realmente fazer. Por exemplo, você gosta de administração mas não tem certeza se é isso que quer. Pode fazer um curso de auxiliar administrativo e caso goste isso já será uma vantagem nos estágios da faculdade.


E aos que se perguntam: Fazer faculdade ou trabalhar?

Se você não tem condições financeiras para cursar uma faculdade, pode optar por uma pública, ou até mesmo pelo Prouni, pode estudar por meio de vídeo aulas, sites, blogs, visitar bibliotecas, e até fazer monitoria em alguma faculdade privada, pois isso disponibiliza bolsas de estudo. Pode optar também pelo FIES, ou Pravaler. 
Além disso se optar por uma universidade privada, muitos alunos trabalham durante as suas graduações. Pode também tentar uma vaga na própria universidade para conseguir bolsa de estudos 100%.  
Agora, se a sua intenção é conseguir independência mais rápido, e optou por esse método, vale a pena lembrar que o mercado está cada vez mais competitivo, quanto mais preenchido for o seu currículo, melhor ao seu favor. A graduação será uma das maiores vantagens na concorrência com os demais candidatos disputando por uma vaga. 


O problema é, com tudo isso nos perguntamos se estamos perdendo tempo. Seja nos anos de cursinho, no curso técnico ou nas incertezas quanto a escolha da graduação...

Se você não sabe se é isso mesmo o que quer fazer, tenha em mente que você não precisa ter essa resposta agora, e não seria bom fazer algo do qual não quer fazer, porque quando fazemos o que gostamos nos dedicamos mais, e não nos deixamos levar tão fácil pelos incidentes no percurso. 
Se quer tentar algum, mas está com medo de desistir no meio do caminho, NÃO tem problema. Pode parecer clichê dizer isso, mas o importante é tentar, e não ficar parado. E no final, é melhor descobrir que não gosta durante o curso, do que após terminar, trabalhando na área e talvez não tendo tempo para procurar outra. Ficamos tão focados com a necessidade de ter as respostas no momento exato que não olhamos as oportunidades ao nosso redor. 

sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Dicas para a escolha do curso ou faculdade


Quando somos crianças, uma questão as vezes recorrente é: O que você quer ser quando crescer? Os anos passam, a fase adulta chega, e você percebe o peso dessa escolha.

Seja durante ou após o ensino médio, se você deseja cursar uma faculdade, em algum momento vai se deparar com essa questão. Afinal, são tantos cursos, tantas universidades, e por diversas vezes nos sentimos perdidos, sem saber por onde começar ou o que realmente é melhor para nós. Pensando nisso, separei algumas dicas que me foram úteis quando passei por isso.  


  • Como escolher o curso ideal?

 Faça uma lista: Algo importante para iniciar é saber no que tem interesse, fazer uma lista selecionando os assuntos dos quais você gosta de pesquisar, tem afinidade, relembrar o que gostava de ver no ensino médio, e etc; 

 Opiniões e testes vocacionais: Se ao fazer a lista você ficou perdido, vale a pena fazer um teste vocacional, que pode ser feito no Guia do Estudante, por exemplo. Vale a pena também conversar com a família e amigos próximos; 

 Pesquise: Após listar as carreiras em que possui interesse, pesquise informações aprofundadas sobre elas, como por exemplo: As fases do curso, quais matérias são estudadas dentro do mesmo, qual o perfil do profissional da área, estágio:  como é e como são recrutados os estudantes, onde esse profissional pode trabalhar,  quais as especializações, quais as exigências após o curso (No direito, por exemplo, é necessário após a faculdade ser aprovado no Exame de Ordem da (OAB)), se o mercado está saturado e, é claro, o salário; 

 Analise o seu perfil: Após se inteirar mais sobre as carreiras que possui interesse, analise com qual delas o seu perfil é mais compatível, por exemplo, você tem interesse em cursar Gastronomia, mas a ideia de ficar fechado é incomoda. Ou seja, em qual dessas opções você pode usar as habilidades que já tem?; 

 Coloque na balança: Quais são os pontos positivos e negativos das profissões que escolheu, e com o que você acredita lidar melhor?;

 Converse com profissionais da área: Conversar com um profissional vai ser de grande ajuda para ver o que ficou desapercebido, e ter uma ideia real da carreira.  Se você não conhece ninguém que trabalhe na área, pode assistir entrevistas no YouTube ou ler em sites e blogs, frequentar feiras de profissões, como as da USP, Guia do Estudante, Senac, Cursinhos, e etc; 


  • Como escolher a Universidade ideal?

 Qual a situação com o MEC?: Sempre que é aberta uma nova universidade, o Ministério da Educação (MEC), faz uma avaliação da mesma, para que ela seja credenciada, e receba autorização para manter seu funcionamento. Os cursos também precisam ser reconhecidos, pois só assim você receberá o diploma ao terminar. É possível obter essa informação no site: E-MEC;

Qual a nota no curso e da faculdade no MEC?: O ensino superior é avaliado anualmente pelo Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (ENADE). É aplicado um exame aos estudantes que estão iniciando seus cursos e os que estão se formando. Para avaliar como os alunos absorveram as informações passadas nas aulas e o desempenho da universidade. Dando notas que vão de 1 à 5, sendo 1 e 2 insatisfatórias. Veja qual a nota da faculdade e curso que pretende aqui: E-MEC

Faça uma visita: Selecione algumas opções de universidades e faça uma visita, ligue antes para ver se é ou não necessário agendar, a visita é importante para você conhecer a estrutura da universidade, a proximidade, os laboratórios e etc... Se possível, converse com a coordenadora do curso que pretende e agende uma visita com ela para que tenha uma melhor explicação. 

Assista uma aula: Sabe aquela expressão "Não julgue um livro pela capa"? Então. É de extrema importância que antes de se matricular, você assista uma aula do curso que pretende naquela universidade e no campus que tem interesse, pois vai conversar com alunos que tem uma visão mais aprofundada dos prós e contras da universidade, você também pode conversar com os professores, ter uma noção prévia e quem sabe, aquele gostinho de quero mais. 

Coloque na balança: Junte todas as informações, veja o que cabe no seu orçamento, além de ter opções de programas desconto ao se matricular, como já comentei no post: Desconto nos estudos, ou o Prouni, que abre inscrição mais de uma vez ao ano e você pode participar, desde que tenha realizado o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). 


  • Links úteis: 
Guia de Profissões                                Mundo do Vestibular       
Guia da Carreira                                   Giro de Profissões






  • Posts relacionados: 
Desconto nos estudos                  O que você espera da Faculdade?




quinta-feira, 29 de outubro de 2015

O que você espera da faculdade?

E ai o ensino médio acabou, quando você fechas os olhos e para pra lembrar finalmente se sente livre, mas logo se depara com uma das maiores decisões da sua vida, decisão essa que não parece poder esperar, conforme os dias vão passando vê seus amigos seguindo rumos diferentes e todos parecem decididos, por mais jovem que você seja tudo te cobra por uma escolha e qualquer ano perdido parece tempo demais.

Pois bem, finalmente você começa a achar que sua vida acadêmica vai fazer sentido, que pegará gosto pelos estudos, e que tudo será uma nova descoberta.

No início do segundo semestre de 2015 dei início ao meu curso de graduação; Eu não sei vocês mas a visão que eu tinha de faculdade era algo diferente da realidade com a qual me deparei, talvez eu estivesse sendo otimista demais, talvez eu tenha assistido muitos filmes.

Acreditava que seria diferente do ensino médio, onde todos pareciam imaturos, faziam piadas sem graça, as panelinhas eram evidentes, juntamente com a hierarquia que prevalecia ano após ano, os boatos desnecessários, e aquelas pessoas que não pareciam estar dispostas a sair dos seus círculos para conhecer gente nova...

Ninguém parece gostar disso, ou pelo menos no Facebook todo mundo reclama, é de se imaginar que depois de adultos isso pare, pois as pessoas tem noção do quão besta e desnecessário é esse tipo de coisa, ou não, e ai então surpresa!

Ao meu ver é uma fase ótima para conhecer pessoas com os mesmos interesses que o seu, poder estudar algo que você realmente gosta e se dedicar não apenas por obrigação, é o lugar onde seus contatos, postura e dedicação começam a significar muito na sua vida profissional, e não apenas festas e escapadas para o barzinho, não que isso não seja valido, acredito que tudo é valido quando feito com responsabilidade.

Sinto informar que a faculdade não é tão diferente do ensino médio, ou pelo menos a minha experiência não foi, acabei confirmando o óbvio, que independente do que as pessoas digam, muitas delas levam esse tipo de atitude para o resto de suas vidas, desde as fofocas aos olhares tortos sem motivo, e aquela conversa paralela incessante. Muitas pessoas não querem estar ali e parecem esperar que o dia acabe e o diploma caia em suas mãos.

Mas assim como hoje em dia você fecha os olhos e reconhece que poderia ter aproveitado muito mais do ensino médio, consegue fazer isso agora mesmo e ver o que pode aproveitar melhor da faculdade, tanto na parte de aprendizado quanto na de socialização.

E realmente, seja no ensino médio, na faculdade, no trabalho, na vida em geral, sempre vai encontrar aquelas pessoas com atitudes desagradáveis e incompreensíveis, mas também aquelas dispostas a passar por essa fase de forma mais leve.

E se você está perdido, desesperado, com pressa, mas não sabe o que fazer, CALMA! Respira fundo e olha ao seu redor, uma frase bem corriqueira é que a pressa é inimiga da perfeição. Tendo em vista tantos pensamentos, numa idade cercada pela indecisão não é fácil ter certeza do que você vai querer pra vida inteira, mas você só vai saber tentando, e se por acaso não der certo, apenas não desista, pois todo amanhã é um belo dia para tentar algo novo.


sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Como divulgar seu conteúdo na internet

                                Você sabe como divulgar seu blog ou canal? 




A princípio eu não vi muita lógica em postar um conteúdo referente a esse assunto tendo em vista que meu blog é pequeno, mas assim como qualquer blogueira iniciante eu sempre procuro formas de divulgação. Então vou compartilhar algumas dicas com vocês.

 Grupos no Facebook: Isso parece bem clichê, mas no facebook você encontra inúmeros grupos para divulgação de blogs. Uma dica legal referente a isso é procurar também por grupos relacionados ao assunto do seu post, por exemplo, caso o seu conteúdo seja sobre maquiagem, pode divulgar em grupos de maquiagem também, caso o seu conteúdo seja sobre jogos, pode procurar grupos referentes a jogos, e assim por diante;

Sites para postagem automática no Facebook: Vamos supor que você esteja participando de 50 grupos no Facebook, ir publicando de um em um vai ser bem cansativo, para facilitar esse processo, existem sites e programas de divulgação automática, neles você também pode programar para que seus posts sejam exibidos em horários diferentes. O RiqueSoft, por exemplo, é um site com essa finalidade;

 Google+: Quando soube dessa possibilidade inicialmente eu fiquei perdida. O Google+  não é uma rede social que utilizo muito, então não tinha noção de como funciona. Mas lá existem comunidades de divulgação, e você pode usar da mesma maneira que utiliza os grupos no Facebook. Quanto mais pessoas alcançar a sua divulgação melhor;

 Instagram: As pessoas são muito visuais, vêem uma foto e tem mais interesse pelo conteúdo. Você pode criar um instagram para o seu blog, ou usar o insta pessoal, compartilhando imagens referentes ao post e aproveitar as legendas para falar um pouco sobre o assunto do mesmo, fazendo uma chamada atrativa. Uma dica é usar hashtags relacionadas ao assunto da sua postagem;

 Twitter: Uma coisa muito legal dessa rede social é a interação, mas é algo que não vai dar muito retorno caso você use apenas por conveniência. No twitter do seu blog você pode postar pequenas dicas ou comentários referentes a um evento ou post, adicionando imagens, fazendo reflexões e etc;

 Pinterest: O Pinterest funciona da seguinte forma: nele você compartilha e deixa exposto tudo o que viu na internet e gostou, como por exemplo: textos, vídeos, imagens e etc. O legal é que você pode compartilhar o conteúdo do seu blog e visualizar os assuntos mais compartilhados;

 Agregadores de Links: São sites especializados em publicar vários links de artigos ou posts de sites e blogs diferentes em um único lugar. O Bloglovin, por exemplo, é um  agregador de conteúdo;

 Comentar em outros blogs: Acho que essa é uma das melhores formas de divulgação, desde que o seu comentário não seja um spam. Visite o blog ou canal de alguém, leia o post ou assista o vídeo, caso você goste deixe um comentário dizendo que gostou por "..." ou faça um crítica construtiva relacionada aquilo. Ou seja, só faça o comentário caso haja identificação, curiosidade e/ou possa agregar algo ao assunto. A pessoa vai ver o seu interesse e vai querer dar uma olhada no seu conteúdo também. Não adianta comentar  por obrigação esperando algum retorno;

Expor o link do seu blog: Essa parte é muito importante para que possam encontrar seu blog, então vale deixar o link abaixo do seu comentário num blog, nas redes sociais, em comentários pertinentes a divulgação e assim por diante, mas como eu já havia dito, não mande um spam.

domingo, 27 de setembro de 2015

Aplicativo para aprender idiomas

                  Já pensou em aprender outro idioma em casa sem pagar nada?

Eu não sei vocês, mas adoro conhecer aplicativos novos, principalmente os mais funcionais. Estava procurando algo que pudesse me ajudar com o inglês, quando encontrei o aplicativo Duolingo.
Ao pesquisar mais sobre esse app, descobri que também é possível fazer uso dele pelo site: Duolingo; Além de inglês também é possível aprender espanhol, francês e alemão.


  • Como o aplicativo funciona:  

Assim que você criar uma conta irá escolher qual idioma quer aprender e qual o nível em que deseja iniciar (caso você já saiba o básico pode iniciar em outro nível como o avançado, por exemplo);

O aplicativo possui mais de 50 níveis e dentro de cada nível tem aproximadamente 4 aulas contendo 9 perguntas em cada uma delas;

Você começa um aula com um determinado número de corações (vidas), conforme você erra a resposta perde um coração, caso você perca todos terá que refazer a lição;



  • Como são os exercícios:

Em todos os exercícios você vai ouvir a frase no idioma escolhido;

 Quando você clica em uma palavra irá ver a forma correta de escrita da mesma;

 Quando você toca em uma imagem vai ouvir no idioma escolhido como se pronuncia;

Em alguns exercícios você tem que traduzir frases do idioma escolhido para o português ou vice- versa;

Alguns tem que completar frases no idioma escolhido;

Escrever após ouvir a pronúncia;

Repetir a pronúncia;

Identificar palavras por meio de imagens;

Você tem metas diárias a serem cumpridas e o aplicativo te lembra por meio de notificações no celular ou por e-mail, daquela tarefa.

  • Outras opções do aplicativo:

Também é possível praticar com um robô, ou convidar um amigo;

Na loja é possível comprar recarga de corações, bloqueio de ofensivas e etc;

Você pode compartilhar seu desempenho com os seus amigos nas redes sociais;

Caso você queira o aplicativo também adiciona o seu nível de fluência ao LinkedIn, que é um site de busca de empregos.



Eu adoro esse aplicativo e acho extremamente funcional, tanto para quem quer complementar o curso, quanto para quem não está fazendo um curso presencial. Algo que é interessante é que com ele você aprende jogando, e ele não estimula apenas a escrita. Android 

quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Autoestima

                                   Qual a relação que você mantém com a sua autoestima?
Confesso que até uma certa idade, a relação que eu mantinha com a minha não era das melhores, ao longo da minha infância principalmente. Passei por várias situações vexatórias, e isso foi a porta de entrada para uma visão negativa vinda de mim para mim mesma.
Sempre fui fora do padrão.  "Magra demais'', ''lábios sobressalentes demais'', ''cabelo crespo'', ''olhos muito pequenos'', ''seios pequenos'', entre outras coisas.
Tudo o que as pessoas apontavam como defeitos eu tomava como verdade. Isso me prejudicou muito. Passei a me calar cada vez mais, me isolar, me sentir mal por comentários alheios, mas, principalmente, eu estava deixando de expor para os outros quem eu realmente sou.


Quando somos jovens, algo que queremos é pertencer a um grupo;  Um dia você cresce e descobre quem você realmente é, e que esses grupinhos onde todos pareciam felizes e super amigos nem eram tão legais quanto pareciam ser, que essas pessoas serão passageiras, e esse momento também será. Passa a querer pessoas que acrescentem algo além de um número em sua vida, e sim sentimentos.
Que esse "padrão" na verdade não existe. Tudo é relativo, a beleza varia aos olhos de quem vê, e esses "defeitos" não existem; Defeito mesmo tem quem te coloca para baixo de forma gratuita e faz julgamentos antes mesmo de conversar com você.


Descobre que nem todo mundo vai ou precisa te conhecer por inteiro. Mas alguns vão, e vão gostar disso. Pessoas que presenciam seus piores momentos e logo depois ligam para matar a saudade, relações em que existe uma troca onde conseguem ser vocês mesmos sem pisar em ovos. Mas, principalmente, pessoas que vão te querer exatamente como você é, porque se não, não seria você.

Ainda sim, não significa estar bem consigo mesma todos os dias, livre de falhas e dúvidas, mas compreender que somos humanos, logo, somos imperfeitos por natureza. Reconhecer suas falhas e acordar todos os dias disposto a tentar ser alguém melhor, não só para o mundo mas para si mesmo.